Luiz Felipe Pondé • Tempo SAGRADO, Tempo PROFANO

Uma reflexão sobre quais são as particularidades daquele que é considerado tempo sagrado em oposição ao tempo profano. De que forma esse tempo sagrado consegue se assemelhar com Deus através de experiências que simulam as ações e inações divinas. Para chegar a essas conclusões, Pondé faz um resumo das idéias fundamentais do que ele chama de “quatro cavaleiros do ateísmo moderno”: Freud, Marx, Darwin e Nietzsche.

Gravado em 2007

Deixe uma resposta